Tag: minimalismo

Incorporando o minimalismo a um projeto contemporâneo

Utilize esse estilo no seu projeto e obtenha resultados sofisticados.

O minimalismo surge como um movimento de contracultura contextualizado na década de 60, geograficamente nos EUA. 

Contrapondo-se à exuberância romântica do expressionismo, procura transmitir ao observador, através da redução formal, uma nova percepção do ambiente. Indo de encontro à máxima “menos é mais”, destaca-se a grandeza e nobreza do simples.

Dessa forma, o minimalismo foi constituído com a ideia da simplicidade e neutralidade, o regresso à essência estrutural na sua forma mais elevada, tanto nas Artes como nos projetos de Arquitetura

Além, claro, de constituir-se na pureza geométrica, na abstração e no monocromatismo. 

Dentre as vantagens que esse movimento agrega na arquitetura minimalista contemporânea, podemos citar o uso de materiais flexíveis, o planejamento de projetos simples e funcionais, inspirados nas formas geométricas, e a incrementação de materiais industriais que se destacaram na base do programa de arte minimalista como o vidro, aço e acrílico.

Como grandes precursores da chamada arquitetura moderna, encontram-se nomes como: Adolf Loos, Frank Lloyd Wright, Le Corbusier, Mies Van der Rohe, entre outros. 

Você pode incorporar esse estilo ao seu projeto de arquitetura e obter resultados surpreendentes!

Indo além da arquitetura, o minimalismo também é um estilo de vida

O estilo de vida minimalista surge em confronto com o fenômeno do hiperconsumismo que está presente no mundo. 

Dessa forma, ele envolve a redução do consumo de forma geral e possibilita meios interessantes de colocá-lo em prática como, por exemplo, o reaproveitamento dos bens oferecendo novas funções a eles.

Descobrir o propósito de cada elemento, reconhecendo a sua importância, é um dos intuitos dos projetos minimalistas

Os adeptos desse estilo de vida desenvolvem-se em torno do conceito de simplicidade voluntária, mantendo apenas o necessário e criando espaços mais funcionais, pensando em ambientes básicos, abertos e com uma iluminação natural.

Praticar uma vida minimalista é não só se opor à mentalidade do consumo, mas valorizar as relações interpessoais, a estética limpa e o sentimento de viver uma vida com significado.

Se você se identifica com esse estilo, vale a pena continuar a leitura e conhecer como o minimalismo pode ser aplicado à ambientação. 

Eliminando excessos para um ambiente clean e sofisticado

Na abordagem minimalista, a sofisticação está presente na subtração de elementos e na simplificação das relações entre eles. Assim, o famoso estilo “clean” é o que prevalece na arquitetura minimalista contemporânea e no design interior.

É importante destacar a relação de integração com o lugar, de forma que peças funcionais e sofisticadas assumem grande valor quando possibilitam organização e um estado de harmonia e equilíbrio.

Os projetos minimalistas são símbolos de elegância pelo uso de formas geométricas bem desenvolvidas, possibilitando uma arquitetura limpa, clara e sem obstáculos.

Um projeto que vai além da decoração

O diferencial na realização de um projeto contemporâneo voltado para o minimalismo está na forma como esse estilo eleva a essência do indivíduo, sendo assim, os valores socioculturais e históricos são associados à experiência adquirida com os materiais.

O estilo vai além da escolha de itens únicos, pois a inspiração minimalista ocorre de forma a integrar características particulares da pessoa por meio da simplicidade das formas estruturais arquitetônicas.

A projeção de residências e prédios com formatos simplistas promovem algo que vai além da estética das construções, pois um projeto de arquitetura desse nível procura acarretar aconchego e bem-estar.

Funcionalidade dos móveis

No minimalismo arquitetônico prioriza-se aquilo que é essencial para quem fará uso dos móveis. 

Desse modo, há um grande destaque para funcionalidade racional e as formalidades estéticas bem definidas.

Sendo assim, os móveis quando dispostos de maneira inteligente, proporcionam uma melhor percepção do ambiente e facilitam o movimento, a entrada de ar e luz, além de destacar a beleza da simplicidade.

Ao englobar múltiplas funções em um único objeto, consegue-se poupar espaço e garantir um uso intuitivo. 

Pensando nisso, nos últimos anos temos acompanhado as tiny houses como uma solução de casas ecológicas e que promovem uma redução de espaço, adquirindo conforto e praticidade.

Algumas opções de móveis com múltiplas funções são as camas com gavetas embutidas, tornando-se útil para organização da casa ao possibilitar espaço para guardar objetos; ou cama articulável, que garante uma economia de espaço quando fechada. Por outro lado, um móvel em formato de letra “C” possui espaço para armazenamento em todas as partes.

O interessante é encontrar uma combinação funcional e criativa no uso dos móveis.

Iluminação e cores neutras

O minimalismo na arquitetura refere-se à simplicidade e à pureza formal, por isso, os projetos minimalistas, além de pensarem nas edificações e no mobiliário, valorizam o equilíbrio monocromático das cores e a iluminação natural.

Esse estilo arquitetônico evoca os princípios trabalhados na contracultura, promovendo uma percepção sensorial única através da visão. 

Dentre as principais características destacam-se a estrutura formal contínua e a paleta harmônica simples, preferindo tons mais claros como base para o ambiente, tais como branco ou bege.

As cores claras remetem ao mínimo e proporcionam uma leveza, de forma que, quando combinadas com materiais brutos, acrescentam traços atemporais ao ambiente.

Ainda assim, não podemos descartar o uso de cores que fogem à regra do branco como, por exemplo, o azul. 

A intenção do projeto minimalista é trabalhar com a menor quantidade de elementos e, ainda assim, extrair o máximo deles. Portanto, pode-se pintar parede, teto e chão com essa cor vibrante, desde que se extraia toda a sua pureza.

Para alcançar uma boa iluminação natural, utiliza-se janelas amplas e poucas paredes, proporcionando a troca de luminosidade entre os ambientes. 

Um projeto contemporâneo valoriza o uso de espelhos e vidros na intenção de compor um paisagismo minimalista.

Dessa forma, os ambientes ganham uma nitidez, e o olhar se fixa nos objetos ou detalhes, enriquecendo-os de significado. 

A escolha dos materiais que compõem o projeto

O design interior e a arquitetura como um todo, satisfazem uma necessidade básica do ser humano: ter abrigo e proteção. 

Assim, os ambientes se tornam palco para grande parte das nossas atividades, e criam uma atmosfera que nutre nossas aspirações.

Para que tenhamos um espaço em que possamos alcançar uma sensação de bem-estar e conforto é necessário determinar quais elementos, e de que forma eles serão usados e dispostos ao longo do projeto de arquitetura.

Para obter um estilo de personalidade nos projetos minimalistas destaca-se o uso de cimento queimado, concreto aparente, vidro, pedras naturais e aço. São elementos capazes de adicionar sofisticação com aquele toque simplista. 

A Lantai oferece um catálogo de estilos de pedras naturais para compor o seu projeto contemporâneo

Conheça a Pedra Travertino

De origem italiana, a pedra Travertino é um mármore rico em minérios de limonita, aragonita e calcita. Possui uma coloração na escala bege, e apresenta manchas e veios em tonalidades mais escuras, seguindo a variação de sua cor.

Presente em aplicações clássicas da história, como o Coliseu, é uma pedra natural que se destaca pela sua durabilidade, nobreza e sofisticação.

O Travertino é um grande aliado dos projetos minimalistas, uma vez que esse revestimento trabalha com a pureza formal e, quando combinado com outros materiais naturais, proporciona aconchego e nos transporta ao minimalismo.

Muito utilizada em projetos de arquitetura que visam a ornamentação e revestimento, compõe o catálogo de revestimentos de primeira linha da Lantai.

Os porcelanatos Lantai

O porcelanato é um material que alcança características modernas e versáteis, por meio do processo de polimento e da sua imersão nas técnicas de decoração. 

Esse produto tem um grande destaque, pois estendeu o uso da cerâmica para o domínio das pedras naturais.

A Lantai oferece revestimentos de primeira linha, em grandes formatos de porcelanato com acabamentos polidos e acetinados. Seu portfólio constitui linhas de porcelanato Calacata, Calacata Oro, Armani Grey, Nero Marquina, Mega Onyx e Beltiles.

Pode-se encontrar os porcelanatos importados nos seguintes tamanhos:

  • Porcelanato 60×120 cm;
  • Porcelanato 80×160 cm;
  • Porcelanato 120×120 cm.

Sendo uma grande tendência no mundo dos revestimentos de primeira linha, destaca-se nos projetos contemporâneos de arquitetos e designers de interiores. É um material simples de instalar, limpar, apresenta uma baixa absorção de água, além de ser resistente à abrasão.

A Lantai apresenta uma linha de porcelanatos que contempla todos os estilos de decoração, adaptando-se facilmente a qualquer ambiente. 

Seus grandes formatos requerem menos rejunte, evocando o minimalismo na arquitetura, uma vez que permitem uma impressão de amplitude do ambiente.

Os mármores naturais são referências importantes para a linha de revestimentos da Lantai, pois a beleza de seus formatos e cores acrescentam elegância aos projetos de arquitetura.

Confira os revestimentos exclusivos da Lantai e garanta a harmonização do seu ambiente.

Conclusão

Pode-se observar que tanto nos projetos de arquitetura minimalista quanto no design interior, a premissa é expressar a essência dos materiais. 

Desse modo, trabalha-se com volumetrias simples, projeção dos espaços e, preferencialmente, com cores puras. Assim, as criações deixam de priorizar aspectos decorativos e passam a valorizar os vazios.

O minimalismo oferece uma harmonização simplista, por isso é utilizado para descrever um estilo de arquitetura contemporânea. Destaca-se pela referência à simplicidade e à pureza formal dos edifícios, utilizando-se de formas geométricas básicas, vindas da inspiração cubista.

Outros atributos a esse estilo é que ele nos convida para o visível além da visão, dado que a redução formal pode alcançar ares monumentais por meio da simplicidade. Sendo assim, o minimalismo proporcionou novas formas de evocar a beleza nos projetos.

Sabendo disso, a Lantai oferece revestimentos de primeira linha para que você possa escolher aquele que garantirá o diferencial no seu projeto de arquitetura minimalista contemporânea, de forma a criar espaços puros e simples.

Encontre a simplicidade e uma visível contemporaneidade nos revestimentos da Lantai.